sexta-feira, dezembro 16, 2005

Luís Miguel Cintra vence Prémio Pessoa 2005



O actor e encenador Luís Miguel Cintra, fundador da companhia de teatro da Cornucópia, foi distinguido com o Prémio Pessoa 2005. O anúncio foi feito hoje, em Sintra, pelo presidente do júri Francisco Pinto Balsemão.

O júri salientou o “percurso exemplar, tanto como actor, como nos planos da dramaturgia e da encenação», de Luís Miguel Cintra, bem como as actividades que tem desenvolvido, nas últimas trinta décadas, no Teatro da Cornucópia.

O actor e encenador, que se tornou-se assim a primeira personalidade do mundo do teatro a ser distinguido com o Prémio Pessoa, mostrou-se, em declarações à TSF, “muito honrado”, partilhando o mérito desta distinção com os seus colegas do Teatro Cornucópia.

Luís Miguel Cintra, actualmente com 56 anos, estreou-se no cinema em 1971, no filme “Quem espera por sapatos de defunto morre descalço”, de João César Monteiro, tendo também participado em vários filmes de Manoel de Oliveira, inclusive em “O espelho mágico”, apresentado no último Festival de Veneza. Em 2002 participou ainda no filme “Em clandestinidade” do norte-americano John Malkovich.
Para além da sua vasta experiência como actor, encenou este ano, em Lisboa, peças de Brecht, Bonde e Fassbinder.

Prémio Pessoa

O Prémio Pessoa, que foi instituindo em 1987 pelo jornal Expresso e pela empresa multinacional Unisys, visa distinguir anualmente uma personalidade portuguesa nas áreas da cultura e da ciência.

O galardão, no valor de 44 mil euros, foi criado com o objectivo de reverter a tendência de homenagear e distinguir a carreira das mais importantes personalidades portuguesas apenas a título póstumo, tal como sucedeu ao poeta que empresta o seu nome ao prémio.

Desde a sua criação, o Prémio Pessoa já distinguiu várias personalidades entre as quais se destacam José Mattoso, Maria João Pires, António Damásio, Vasco Graça Moura e Manuel Alegre. O premiado na edição de 2004 foi o escritor Mário Cláudio.

Fontes: Lusa
Público
TSF
Foto: Correio da Manhã

1 Comments:

At 2:09 da tarde, Anonymous FS said...

Gostaria de salientar a parte da notícia em que autora explica a origem do Prémio Pessoa. Para quem, como eu, não sabia a razão da sua existência, foi uma informação preciosa e interessante!
Parabéns!

 

Enviar um comentário

<< Home